Com a expectativa da chegada de muitos “dispositivos conectados” ao mercado nos próximos anos , os SIM Cards (sigla para “Módulos de Identificação do Usuário”, popularmente conhecidos como chips) estão se tornando cruciais para a Internet das Coisas (IoT), a qual depende cada vez mais das conexões às redes de celular.

No rastreamento de veículos, acompanhamento de telemetria de frotas e até mesmo em dispositivos de pagamentos (máquina de cartão de crédito), o princípio do SIM Card é o mesmo de outros dispositivos da Internet das Coisas: gerenciar a conexão celular. No entanto, os dispositivos da IoT operam de forma independente e na maioria das vezes, sem intervenção humana. Além disso, em múltiplos casos precisam atuar em ambientes desafiadores como no interior de casas, em áreas rurais ou centros urbanos, e em determinados projetos são parte de máquinas paradas e em outros, em movimento. Há aplicações que delimitam a uma região geográfica, outros em que o equipamento fica exposto à temperaturas altíssimas (como fornos industriais) ou muito frias (armazenamento de medicamentos). É fácil perceber que cada implantação de projeto da Internet das coisas tem suas próprias exigências e estas restrições operacionais podem aumentar ainda mais o desafio do chip.

Equipado com um sistema próprio, memória e recursos de segurança, o SIM tem a função de realizar a interação com a rede celular. Seu papel inclui a identificação e autenticação do dispositivo, para em seguida, o aparelho estar pronto para abrir um canal de comunicação com a internet. Quando se trata de Internet das coisas, o processo é muito parecido, apenas a aplicação de cada dispositivo é diferente, com requisitos técnicos mais complexos para seu próprio modelo de negócio. Desta forma, é essencial que qualquer aplicação de Internet das Coisas tenha um fornecedor confiável para administrar suas conexões, garantindo que o mesmo atue com a melhor operadora disponível na região determinada. Além disso, ter acesso à plataforma de gestão e controle de dados transmitidos faz parte do dia a dia das empresas que querem garantir o bom funcionamento dos negócios, sabendo exatamente quais dispositivos estão navegando corretamente na internet.